lirik.web.id
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

lirik lagu mr 13 – área de fumantes

Loading...

[bino]
vou te falar a real sobre the real muthafucka
mesmo quem trafica coca usa rolex, tem escolta
range rover blindex, não gosta de aparecer
e a dama ao lado porta prata e exala jean paul gaultier
yeyeye! tá tudo avesso do contrário
e eu sempre fudido com o bolso falido
aguardando a merreca chamada salário
quem bota a cara e vai pra vala
não é empresário parça
é o menor sempre movido a pó
carregando os b. o no agasalho do barça!
quero novos horizontes jow, praias de ilha bela
fazer um free ligar o jay-z
pra ele me por na roc-a-fella
forgado a vera, jet em new york tem!
e eu na tela rimando acapella no david letterman!
plow plow plow plow!
made in brasa guerreiro!
solta a batida, me p-ssa o mic
eu boto minha vida e meu flow mais cabreiro!
rap sem playback ao vivo no corre do ca$h!
treta pros picareta dublador de dubsmash
segura a bronca da banca, pau no cu do willy wonka
chocolate o caralho, eu quero a fábrica de onça
vencer nessa porra sem levar bala na pista
quero glória, não glamour, deixa essa fita pra artista

[rato]
diabo aqui não veste prada
louco pra me levar pra lambada
não posso entrar nessa dança
que eu sei que essa dança bino, é uma cilada
a noite é uma criança
só que com muita maldade na mente
acende p-ssa puxa e prende
sei lá se vejo rostos ou seres mascarados
magoas, emoções, agonias no copo cheio é afogado
enquanto ouço a melodia, troco a noite pelo dia
a luz de saída que guia, tem mais alguns tragos
já vai apagar
sempre tem mais um pra testar sua fé
colar do seu lado pra dar um migué
trocando a mão pelo pé
porque é logo seu pé que ele quer puxar
é nego, mundão de ficção e fantasia
quem dera se tudo isso fosse só alegria
muitos querem companhia, poucos ser acompanhado
e ter alguém do lado só até o raiar do dia
de lado calado no canto mocado ouvindo a trilha sonora
foda memo é ter que sorrir quando
por dentro sua alma chora
bola mais um que eu ponho a alma na caneta
a vida é só p-ssagem, é o virar da ampulheta
já não tem diferença se eu tô louco ou careta
não vejo mais pessoas só enxergo silhuetas

[refrão (2x) ]
nunca se sabe o que vem por trás da fumaça
quem vem, quem vai, ei jow, não arrasta
só eu e eu mocado de kina
1, 2, nem me viu, já sumi na neblina

[vale]
me empresta esse isqueiro
que é pra eu tentar fugir desses medo
desses enredo que eu vivo e transcendo
e logo mais cedo já num vo mais estar
levanto que é pra ver direito
à noite a verdade vem com o pé no peito
e ó que essas hora já é 4: 50
eu sei que amanhã já num vou acordar
tanto rosto me fita na festa
me olha, me jura, me mira, me testa
a tese real é que a fé me contesta
e as almas eu quero tocar
do que vale esse êxtase? sentir o frenesi?
se a porta se abrir, não nota
voltei pra casa na bota e ninguém na cama
que espere-me
entregue-se antes que a vida te impeça de
esquece que você tá aqui pra notar?
tudo que fiz foi necessário, -ssim cresci
mas no final you’re not there… você não tá lá

[ge]
na área de fumantes, trombando vários lóki
o mano caiu a pressão, olha ali, meu deus, meu deus!
tomou capote!
fumaça no recinto circulando
barulho da balada diminui, ó só, tô me escutando!
vivendo, fumando, cantando o que tem que ser dito
não sei se eu tô num circo
não sei se me internaram num hspício
oh me chamaram pra cantar, nem vou colar!
falaram, não c-mpriram, desfalaram
não pagaram, eu vim fumar
se o fato faz de mim um mercenário pra você
foda-se mas, contratante não me faz de otário!
aquele que tira fotinho na sala
cantando com o mic desligado
eu sei que é sábado, mas essa noite é sem embalo
ideia tem que ter pra trocar, respeito traz respeito
desafeto feito, não tem moleque, nóis é rap!
que corre em nossas veia e vira track no bang
esse é o efeito b-merangue

[vale]
tem dia que o sol sai mas não ilumina
tem dia que soco não ensina
nós volta umas casa pra seguir no jogo da vida
que fita: na vida faz parte, tristeza faz arte
se a área de fumantes parece o resgate
e o tempo explica porque a vida é zica
e nossos erros são nicotina
e não há tempo pra julgar, só temos que jogar
e quem não erra não vive a vida!

[refrão]
nunca se sabe o que vem por trás da fumaça
quem vem, quem vai, ei jow, não arrasta
só eu e eu mocado de kina
1, 2, nem me viu, já sumi na neblina