lirik.web.id
a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z 0 1 2 3 4 5 6 7 8 9 #

lirik lagu lourenço crespo – brincar aos cafés

Loading...

vou sentar~me a trabalhar
já chega de brincar aos cafés
a picar uma vontade de ser que atrofia

os prédios a apertar
debruçados a coscuvilhar
nunca vi este moço mais gordo no terceiro andar

sinto a falta de alguém
vesti~me a matar para ninguém
só o espelho me retribui um “ui que pinta!”

tenho o mal no coração
fiquei~lhe a dever perdão
mas até gosto desta falta de empatia

ser sonso pega
vou partir esta merda
não fosse eu um querido
a cantar o meu choradinho

se é pá desgraça
é pá desgraça
tudo o que é mau depois passa

cortem as árvores à machadada
esta natureza já basta
não arrelies essa gente
a calçada é do mundo
e a malta a protestar
estudou um pouco de tudo
ser panhonha pega
vou partir esta merda
não fosse eu tão querido
a cantar o meu choradinho

uma pontada de solidão

o pânico a aproximar

tanta coisa pa dizer
que tinha
convida
eu sou boa companhia
rapariga

convida para jantar
convida para dançar
um convite para beijar

rapariga