Artis / Penyanyi: a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z #

lirik lagu gilberto gil – miserere nóbis

[chorus]
miserere-re n*bis
ora, ora pro n*bis
é no sempre será, ô, iaiá
é no sempre, sempre serão

[verse 1]
já não somos como na chegada
calados e magros, esperando o jantar
na borda do prato se limita a janta
as espinhas do peixe de volta pro mar
as espinhas do peixe de volta pro mar

[chorus]
miserere-re n*bis
ora, ora pro n*bis
é no sempre será, ô, iaiá
é no sempre, sempre serão

[verse 2]
tomara que um dia de um dia seja
para todos e sempre a mesma cerveja
tomara que um dia de um dia não
para todos e sempre metade do pão

[verse 3]
tomara que um dia de um dia seja
que seja de linho a toalha da mesa
tomara que um dia de um dia não
na mesa da gente tem banana e feijão

[chorus]
miserere-re n*bis
ora, ora pro n*bis
é no sempre será, ô, iaiá
é no sempre, sempre serão

[verse 4]
já não somos como na chegada
o sol já é claro nas águas quietas do mangue
derramemos vinho no linho da mesa
molhada de vinho e manchada de sangue
molhada de vinho e manchada de sangue

[chorus]
miserere-re n*bis
ora, ora pro n*bis
é no sempre será, ô, iaiá
é no sempre, sempre serão

[bridge]
bê, rê, a – bra
zê, i, lê – zil
fê, u – fu
zê, i, lê – zil
cê, a – ca
nê, agá, a, o, til – ão

[outro]
ora pro n*bis
ora pro n*bis
ora pro n*bis
ah ah

[chorus]
miserere-re n*bis
ora, ora pro n*bis
é no sempre será, ô, iaiá
é no sempre, sempre serão

- lirik lagu gilberto gil